terça-feira, 4 de agosto de 2009

923 - Memórias do jornalismo

Em maio de 1986, a revista VEJA, então sob a batuta de José Roberto Guzzo e Elio Gaspari, já denunciava a extensão do poder dos senadores e da família Sarney na festa com os cargos no Senado.
A revista descobrira que em 14 de janeiro do ano anterior (1985), o então presidente do Senado, Moacyr Dalla , PDS-ES, resolveu "agradar" os colegas e criou 60 vagas para a casa, sem concurso.
Nessa leva, às vésperas da indicação de Tancredo Neves para a presidência, as vagas foram preenchidas fisiologicamente ( ou genealogicamente) pelos parentes e protegidos dos amigos do senador. Entre eles, Roseana Sarney que era assessora com contrato temporário, e atuava junto ao pai desde 1980.
Só ela? Não, claro que não! Uma pesquisa sobre a árvore genealógica da política brasileira vai às raias do Brasil colônia. Todos os contratados foram efetivados com uma média salarial, na época, de 25.000 cruzados. Já o salário mínimo do período, variava entre 600 e 800 cruzados.
É só refrescar a memória nos arquivos digitais da revista.

Marcadores:

3 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Rosana, o estranho é a imprensa grandona, como dizem por aí, nunca ter trabalhado como atualmente,embora, desde sempre, soubesse quem era José Sarney e família.
E os seus pares, esses mesmos que gritam e esbravejam contra ele, onde estavam?
E quero mais é que Zé Sarney e sua turma semandem da vida pública e levem consigo os demagogos que há 32 anos estão por lá...
Sonia

4.8.09  
Anonymous Rosana disse...

Os ciclos no jornalismo brasileiro são definidos pela política, Sônia. Sempre alguém escreveu,denunciou, mas a espetacularização da coisa é parte da vida moderna...enfim!
bj

4.8.09  
Blogger tássia disse...

é samba!

5.8.09  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial












A chic é Rosana
Não usa pretinho
pra não dar pinta





Denis
coluna tranqüila
e coração ereto






Tássia
pin up e lambe-lambe
Lambe cria






Dorotéia
só escreve em italic







Paula Bolzan






Nívea Bona
Marca compasso
Vem pro abraço






Marina Victal
Mineira apresenta armas
Espada em punho








Melhores de 2008
Em 2009 eu vou...
Melhores de 2009
Em 2010 eu vou...
Melhores de 2010
Em 2011 eu vou...
Melhores de 2011
Em 2012 eu vou...
Melhores de 2012
Em 2013 eu vou...
Enviado Divino
Meu Primeiro Professor









    I Clichê


    II Clichê


    III Clichê


    IV Clichê


    V Clichê


    VI Clichê




      Assinar
      Postagens [Atom]