quarta-feira, 15 de julho de 2009

NINA ROSA

VIDA DURA ERA UMA QUINTA-FEIRA DE MANHÃ COMO QUALQUER OUTRA. DEU UMA ESFRIADA NA MADRUGADA, MAS NADA DEMAIS. A KOMBI DA PREFEITURA PAROU EM FRENTE. PENSEI: LÁ VEM ESSES CARAS NOVAMENTE COM O PAPO DE ABRIGO. UMA MULHER E 3 HOMENS. A MULHER VEIO MESMO COM O PAPO DO ABRIGO. NÃO, OBRIGADO. VÊ LÁ SE ABRO MÃO DAS MINHAS COISAS E DA MINHA INDEPENDÊNCIA POR CAUSA DE ABRIGO? ALIÁS, EU MORO AQUI NO BAIRRO HÁ UNS 10 ANOS. NÃO, VALEU, MAS QUERO ABRIGO NÃO. AÍ O PAPO MUDOU. UMA HISTÓRIA DE ESPAÇO PÚBLICO OCUPADO POR UM INDIVÍDUO SÓ, NO CASO EU E MINHAS COISAS. DA CONVERSA PARA PARA A AÇÃO FOI UM PULO. E NUM PULO TAMBÉM TENTEI DEFENDER O QUE ERA MEU. MEU COLCHÃO, ROUPAS, COBERTORES, COMIDA. UM DELES ME SEGUROU E OS OUTROS LEVARAM TUDO. TUDO MESMO. PRINCESA, SEMPRE TÃO DÓCIL COM TODOS ME DEFENDEU. MORDEU UMAS BOAS CANELAS. LEVOU UNS BONS CHUTES. EM MEIA HORA MINHA VIDA INTERIA FOI EMBORA NA KOMBI. MAS TEM NADA NÃO. A VIDA SEMPRE FOI DURA. EU SEMPRE SOUBE. NÃO IA SER AGORA QUE IA MUDAR. O VETERINÁRIO QUE TRABALHA AQUI NA ESQUINA PASSOU POR MIM. COMO TODA QUINTA-FEIRA. CONTEI O OCORRIDO. PRINCESA FOI PRA CLÍNICA. PATA QUEBRADA. EU CONSEGUI AUTORIZAÇÃO PRA DORMIR NA VARANDA DA FRENTE DA CLÍNICA. GANHEI COLCHÃO NOVO. TEM GENTE QUE NEM ELE QUE FAZ A VIDA VALER A PENA. MESMO QUE DURA. EU SEMPRE SOUBE. NÃO IA SER AGORA QUE IA MUDAR. *HISTÓRIA CONTADA PLEO MEU AMIGO CASCÃO, MORADOR DE RUA.

Marcadores:

6 Comentários:

Anonymous creusa disse...

Tô pasma!!!Não entendi o porque...
O caso é do nosso amigo do bairro? Mande mais noticias e um bj na bochecha do Lasmar...Bj

15.7.09  
Anonymous Amélia disse...

Ô D. Nina... que história triste ... nem vou falar nada da Senhora ter escrito com "caixa alta"...

17.7.09  
Blogger Dorotéia disse...

Eita, as tristezas desse mundo são tantas...

17.7.09  
Anonymous Anônimo disse...

é aquele que mora ai perto do apto desde a epoca que morava ai? Bjao
Leo

18.7.09  
Blogger Nina disse...

Ele mesmo, família, o que ajudo com ração...a cachorrinha mais nova tinha sido doada dias antes para uma moça lá do bairro. Já a mais velha, que ficou com o dono, acabou com a patinha quebrada e levada pelo Lasmar pra clínica. Mas meu amigo não desanimou não. Já tem colchão, cobertor...vou deixar umas coisinhas lá pra ele hoje, assim que sair do plantão.
Até sei que o espaço é público mesmo...mas dá uma tristeza ver alguém perder tudo assim...
Ao mesmo tempo fico feliz por haver gente como o Lasmar por aí.

19.7.09  
Blogger tássia disse...

Oxe, não tô entendendo nada.
É a história de um morador de rua? Sem teto que não quer ir pro abrigo pq prefere ficar no colchão ao relento???

19.7.09  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial












A chic é Rosana
Não usa pretinho
pra não dar pinta





Denis
coluna tranqüila
e coração ereto






Tássia
pin up e lambe-lambe
Lambe cria






Dorotéia
só escreve em italic







Paula Bolzan






Nívea Bona
Marca compasso
Vem pro abraço






Marina Victal
Mineira apresenta armas
Espada em punho








Melhores de 2008
Em 2009 eu vou...
Melhores de 2009
Em 2010 eu vou...
Melhores de 2010
Em 2011 eu vou...
Melhores de 2011
Em 2012 eu vou...
Melhores de 2012
Em 2013 eu vou...
Enviado Divino
Meu Primeiro Professor









    I Clichê


    II Clichê


    III Clichê


    IV Clichê


    V Clichê


    VI Clichê




      Assinar
      Postagens [Atom]