segunda-feira, 1 de junho de 2009

Pelas bandas do Uruguai (I)

Quando eu era menina, lá pela década de 60, lembro de ouvir os adultos comentarem sobre os amigos ou vizinhos desaparecidos por conta da ditadura. Era comum ouvir que o fulano fugira para o Uruguai...cadê o beltrano? Fugiu, anda pelas bandas do Uruguai. De fato, do Uruguai eu conhecia as zonas de fronteira. Fronteira seca, Livramento/Rivera, Quaraí/Artigas, Jaguarão/Rio Branco, cidades irmãs literalmente da paz (hoje) e das trocas - nem todas lícitas (contrabando era coisa corriqueira). Nunca tinha mergulhado para o interior do país que com 176 mil km² é um pouco menor do que o Rio Grande do Sul ( temos cerca de 282 mil km²) e o segundo menor país da América Latina. Com uma população de 3, 3 milhões de habitantes, foi um dos primeiros países a implantar uma política social de previdência, e é um modelo de assistência aos idosos que formam boa parte da população; tem uma da menores taxas de pobreza do continente e um dos menores índices de analfabetismo (ensino gratuito e obrigatório da pré-escola ao superior); foi o primeiro país a estabelecer por lei o direito ao divórcio no ano de 1907, e um dos primeiros países do mundo a estabelecer o direito das mulheres a votar. Tá bom assim, ou querem mais? Porque tem! Na década de 60 era considerada a Suíça da América Latina, com padrões de desenvolvimento no mesmo patamar dos países europeus. E como nem tudo são flores, crise econômica nos anos 60, e na década seguinte os EUA fizeram lá boa parte do estrago que fizeram aqui e no resto da AL. Mas a história do país pode ser encontrada em qualquer bom livro ou site. O que irá ficar aqui são as nossas impressões - três divinas brasileiras e um divino gauchinho retirante que se aquerenciou na Bahia - sobre o país que se derrama sobre o pampa e se banha no Rio da Prata.
A gente também quer fugir para lá em busca de civilidade. Mesmo em crise, o país exala identidade e educação. As fotos aí são das ramblas e da divina Tássia. Publicadas aqui sem autorização. Como ela tem muiiiiiitas mais, não vai se importar e também vai contar. Aguardem!

Marcadores:

3 Comentários:

Blogger denis rivera disse...

Interessante ... mas que eles são péssimos de marketing são! A gente tem certeza de que o Uruguay é o ú do mundo!

1.6.09  
Blogger tássia disse...

péssimos ou geniais. o Uruguay funciona muito bem justamente pq tem pouca gente. Jóia rara. Para poucos. Montevideo é demais!!! Palavra de quem gosta de viajar pela América Latina.

2.6.09  
Anonymous Rosana disse...

Tássia disse tudo, Denis! Bj

2.6.09  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial












A chic é Rosana
Não usa pretinho
pra não dar pinta





Denis
coluna tranqüila
e coração ereto






Tássia
pin up e lambe-lambe
Lambe cria






Dorotéia
só escreve em italic







Paula Bolzan






Nívea Bona
Marca compasso
Vem pro abraço






Marina Victal
Mineira apresenta armas
Espada em punho








Melhores de 2008
Em 2009 eu vou...
Melhores de 2009
Em 2010 eu vou...
Melhores de 2010
Em 2011 eu vou...
Melhores de 2011
Em 2012 eu vou...
Melhores de 2012
Em 2013 eu vou...
Enviado Divino
Meu Primeiro Professor









    I Clichê


    II Clichê


    III Clichê


    IV Clichê


    V Clichê


    VI Clichê




      Assinar
      Postagens [Atom]