terça-feira, 15 de janeiro de 2013

A idade, o travesseiro e o colchão

Na carona dessas reflexões sobre a idade, que são impossíveis de serem evitadas em alguma parte da vida, venho aqui solenemente dizer que estou ficando velha. A constatação? O travesseiro e o colchão.

Sempre achei o máximo aquelas pessoas que sentam no aeroporto e... dormem. Ou que se aconchegam em meio a mochilas, põe o pé na mala grande e roncam profundamente na rodoviária (tenho uma amiga assim). Eu, mesmo tendo um sono mais pesado de todo o mundo até me tornar mãe, nunca consegui dormir sentada. Nem em um confortável ônibus.
Por outro lado, acho um saco aquelas pessoas que precisam de quatrocentos tipos de “ses” para viajar. Oras, viajar protegido, indo de hotel 5 estrelas para dentro de taxis é no mínimo ridículo, na minha opinião (por favor, se vc é assim, não me leve a mal). Acho que viagem pressupõe sair da zona de conforto, do que é sempre ajustado e ir ao encontro do desconhecido testando as possibilidades de adaptação.

Mas chega um momento que a coisa complica. Não sei se é o corpo que fica de cara com tanta adaptação ou se, com o tempo, a gente deixa essa possibilidade de adaptação em segundo plano e quer dar atenção a outras coisas da viagem.
Admiro muito as pessoas, como outra amiga minha, que dormem no sofá, na mesa, no chão e tudo está sempre bem.

Quando vim para Sevilla, fiquei pensando seriamente em trazer meu travesseiro especial. Sim, eu já tenho um travesseiro especial. Porque descobri em todas as dores nas costas e idas ao médico que o jeito que eu durmo é fundamental para não ter dores. Sempre dormi amassada, nunca na mesma posição e embolada de algum jeito. Bem, depois de dores mil, aprendi que algumas posições estão proibidas para mim (de bruço é uma delas). Enfim, ouvi o conselho do namorado que disse que preciso ter qualidade de sono para produzir. Enrolei meu travesseiro, coloquei embaixo do braço e vim. Aluguei o apartamento já mobiliado que tinha um colchão muito bom, comprei mais um travesseiro para colocar no meio das pernas (o joelho agradece) e me ajeitei para ter noites altamente qualitativas de sono. Em 3 meses aqui, não tive um dia sequer de dores nas costas.

Final de semana passado fomos a Barcelona com orçamento reduzido, logo, nossa opção foi ficar em hostel. Sem problemas. E, em viagens assim eu me nego a carregar travesseiro. Aí é demais.

Pela primeira vez, notei na pele (e costas, músculos e articulações), a tal da falta de qualidade no sono. O hostel era bom, mas os travesseiros finos e o colchão de mola. O namorado construiu para ele um travesseiro mais alto colocando as jaquetas e moleton dentro da fronha. Ele vislumbrou que teria uma noite melhor com um travesseiro maior. Eu, com a minha mente jovem, pensei comigo: 3 noites não são nada. Vou ficar bem. Ledo engano... Tive uma média de 9 horas de sono por noite lá e acordei todos os dias des-truí-da. Dor de cabeça, dor no joelho, no dedão do pé (o que tem artrose) e nos ombros. E eu achando que era porque caminhamos muito durante todos os dia e tals... Humpf.

De volta a Sevilla, 6 horas de sono e estou me sentido como se alguém tivesse me passado com ferro à vapor. Nova.

Sim, estou velha, preciso do meu travesseiro especial e de uma boa noite de sono.

Marcadores: ,

8 Comentários:

Blogger Rosana Zucolo disse...

Amiga, sorte sua que dorme 9 horas de sono!! As minhas não passam de 6, dormindo com dores ou sem elas.
Amava dormir de bruços - proibição total!
Esta noite foi ÔÔ!!!Travei guerra com inúmeros travesseiros e nada de acomodar braços que doem, pescoço detonado ...aiai!
E sim, uma boa noite é essencial para produção. Bj

15.1.13  
Blogger Débora Soares disse...

Nossa! Que perrengue! rs

Com certeza em viagens muito agitadas dormir bem é o que garante a reposição das energias!!! Não pensou em comprar colchão, tipo colchonete para amenizar o impacto?

Bjs!!!

15.1.13  
Blogger Dna. Bona disse...

Ro, foram 9 horas acordando e dormindo acordando e dormindo. Coisa de gente que tenta dormir, está cansada e não dá certo.
Vê se melhora. Uma massagem pode passar vc a ferro tbém...

Débora, o colchão aqui em Sevilla é ótimo. Faz um belo par com o travesseiro. O problema foi em Barcelona. E se eu não saio por aí com o meu travesseiro com um colchonete é que não vou sair, né?

15.1.13  
Blogger Paula Bolzan disse...

Dormi de bruço no final da noite de hj, resultado:....
Melhor travesseiro para todas as partes.
Ass: aquela que sempreee dormiu de bruço#!@@##!@#*&%

15.1.13  
Blogger Denis disse...

Ah... do travesseiro eu entendo! Solução para emergências, urgências e viagens: corte um no meio!
No mais... reze para que velhice seja SÓ isso...

15.1.13  
Anonymous aldema ( www.correndomundo.blogspot.com ) disse...

Só porque farei 70 anos em julho deste ano, estou me sentindo apta como consultora sobre velhice. Afirmação definitiva: todas nós estaremos melhor este ano do que nos próximos.Até a foto dos passaportes antigos estão melhores que a do último! Considero-as muito " crianças" para andarem com travesseiro. Resistam mais alguns anos. Problemas aparecem mesmo. Mas lembrem-se que tudo faz parte da grande aventura de estar vivo.

15.1.13  
Anonymous Doroteia Sant'Anna disse...

Ui...dona Aldema disse tudo!!!Se a patroa aumentar o meu salário, vou viajar 1/3 do que a senhora viaja!!!

15.1.13  
Blogger Dna. Bona disse...

Adorei a consultoria sobre velhice. Façamos um acordo: viagens de mais de um mês eu já posso carregar meu travesseiro. Afinal já passei da metade da sua idade, Aldema... Hahahahahaaha Beeeemm, lembrado, Denis! Começarei uma novena desde já!

16.1.13  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial












A chic é Rosana
Não usa pretinho
pra não dar pinta





Denis
coluna tranqüila
e coração ereto






Tássia
pin up e lambe-lambe
Lambe cria






Dorotéia
só escreve em italic







Paula Bolzan






Nívea Bona
Marca compasso
Vem pro abraço






Marina Victal
Mineira apresenta armas
Espada em punho








Melhores de 2008
Em 2009 eu vou...
Melhores de 2009
Em 2010 eu vou...
Melhores de 2010
Em 2011 eu vou...
Melhores de 2011
Em 2012 eu vou...
Melhores de 2012
Em 2013 eu vou...
Enviado Divino
Meu Primeiro Professor









    I Clichê


    II Clichê


    III Clichê


    IV Clichê


    V Clichê


    VI Clichê




      Assinar
      Postagens [Atom]