segunda-feira, 24 de agosto de 2009

950 - VENDO ÓCULOS

Então fiz uma cirurgia. Coisa grave mesmo, crônica, com tendência a perda total. Programada para 2007, não deu. Agora, foi. Fui. Tirei uma parte enorme do astigmatismo e sabe-se lá quanto da hipermetropia. Eu não. Ele. O Doutor maratonista. E mais isto aqui, o computador. Não se vive mais sem um computador e estou começando a pensar seriamente na possibilidade dele - computador - viver sem a gente. A gente? Sequer enxerga sem ele... Antes da cirurgia, um batalhão de coisa pra se fazer. Onde? No computador. É tanto que no dia que o Doutor chegou sem a barba eu não reconheci. Mas o computador dele e eu já éramos íntimos. O que nos salvou. Na tela, os defeitos, curvaturas, obstáculos, tudo tudo coloridinho. Profundidade. Expessura. Temperatura e pressão. Deve ter altímetro. Difusor de luz e calcular a massa corpórea. O pré cirúrgico fica meio receita de bolo. Doutor joga tudo na máquina e tam tam tam tam... a máquina diz se pode, quando pode, como pode. E diz o quê fazer, como fazer, pra que fazer. Porque fazer você já sabe. E quanto vai custar é a última coisa que você quer saber. Dia marcado a Amiga, que por mera coincidência também é doutora, vai junto. Pulando a parte da sala de espera onde todas as mulheres - só mulheres - parecem completamente cegas, e onde uma simpática enfermeira baixinha coloca alguma coisa nos seus olhos a cada 4 segundos [sim, eu fiz os dois olhos de uma vez. NÃO MERDA! NÃO PENSEI NISSO!] o resto - ou seja, a cirurgia - demora uma vida. Mas não uma vidinha comum assim que nem a nossa. Uma vida louca com direito a viagens alucinógenas, luz estroboscópia, cegueira a La Saramago e um Doutor perguntando coisas sem sentido do tipo "já desapareceu a luz vermelha?" "voltou a luz verde?" "sentiu a pressão?" Mas sem dúvida, o "ponto alto" da cirurgia, o chamado "clímax", enfim o negócio pega mesmo é na hora em que, com a voz mais tranquila dos céus, Doutor te diz: "agora você vai sentir um cheirinho de queimado". . Há alguma coisa mais sensata pra você pensar do que "f...deu"? Se há, me conta. Quem sabe da próxima vez eu consigo ser mais educada. . Os tais "demora só cinco minutos" fazem parte da lenda das cirurgias a laser e assim, mais de trinta minutos depois, usando uns pedaços de plástico transparente enormes presos com esparadrapo em cima das sobrancelhas, tentando parecer óculos, eu me retiro daquele ambiente. Taquicárdica. Pressão zero. Esfomeada. E cega. A doutora super feliz por ter assistido e impressionadissima! "É lindo"... "Uma precisão..." "Ele abre assim o... " "Passa isso na ..." "Depois raspa ..." "Vem com um ..." "Joga ... " "Pinga ... " "Pressiona com ... " "E joga fora...". "E na hora que queima? Que sai aquele cheiro e tudo? Nossa! Eu não sei como você aguentou! " Eu não aguentei. Só sou boa atriz. Fechamos a noite no Mc Donalds com direito a batata frita grande. No Drive-in. É claro. . Ver? Como assim? Outra lenda. Passei a ver o mundo como um gigantesco aquário de água imunda. Com vidro velho. No segundo dia parece que deram uma limpadinha no vidro do aquário. E no terceiro dia... de repente... não mais que de repente... eu vejo a Doméstica. Tô vendo!!! Assim. Natural. Normal. Praticamente como quando eu nasci! OH! Posso ver estrelas, exclamarei !!! É uma cirurgia de rejuvenescimento e não me contaram !!! [se bem que o rejuvenescimento não é total ] Hoje, quinto dia pós, já tiraram toda a água ao redor do mundo e retiraram o vidro do aquário também. Ainda falta ajustar o foco mas o resultado até agora basta para eu acrescentar mais um item na minha lista de coisas que existem porque eu sei que existem, mas que são simplesmente impossíveis - e eu só aceito por total falta de opção: 1. Avião vôa 2. Navio bóia 3. Computador opera. A cirurgia é só um enter. . . . Adendo: O Doutor em pauta é o respeitado, honesto, "preciso", competente e maravilhosessimo Dr. Marcelo Brandão. Uma figura doce e firme, de bem com a vida. Mas ele acha que a vida que leva aguentando alucinações dos pacientes "é fraca" e resolveu ser maratonista. Cortou o cabelo, tirou a barba e corre a Meia Maratona do Rio de Janeiro fim de semana que vem. Ô falta do que fazer... Mas tô na torcida uniformizada! E olha, como o Doutor dá enter como ninguém, se puder usar computador na corrida... o lugar mais alto do pódio é dele! Ah é !!!

Marcadores:

7 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Ih,vai me ver melhor e achar que não sou tudo o que ela via!

24.8.09  
Anonymous Rosana disse...

Boa notícia! Quando eu tiver coragem e $$ pra fazer a que preciso, te conto. Cuido com o espelho! bj

25.8.09  
Anonymous Rosana disse...

ops.Cuidado...

25.8.09  
Blogger tássia disse...

Coisa boa saber que vc está bem boa :)

25.8.09  
Blogger denis rivera disse...

Tassita, não exagera... Só tô enxergando quase perfeitamente sem óculos...

25.8.09  
Blogger tássia disse...

hum... tá melhor do que eu, escrava da lente de contato.
um dia terei coragem

26.8.09  
Blogger VeraLenice disse...

Menina, que maravilha! Será que vais me reconhecer...? vais me perguntar - vc é a mâe da Nice? eheheh.

26.8.09  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial












A chic é Rosana
Não usa pretinho
pra não dar pinta





Denis
coluna tranqüila
e coração ereto






Tássia
pin up e lambe-lambe
Lambe cria






Dorotéia
só escreve em italic







Paula Bolzan






Nívea Bona
Marca compasso
Vem pro abraço






Marina Victal
Mineira apresenta armas
Espada em punho








Melhores de 2008
Em 2009 eu vou...
Melhores de 2009
Em 2010 eu vou...
Melhores de 2010
Em 2011 eu vou...
Melhores de 2011
Em 2012 eu vou...
Melhores de 2012
Em 2013 eu vou...
Enviado Divino
Meu Primeiro Professor









    I Clichê


    II Clichê


    III Clichê


    IV Clichê


    V Clichê


    VI Clichê




      Assinar
      Postagens [Atom]