quarta-feira, 22 de julho de 2009

momento 007

A Feira de São Joaquim é cheia de cofrinhos de porquinhos feitos de barro que fazem parte do inconsciente coletivo da gente. Da gente que poupa, o que não é - não era - o meu caso. Mas os porquinhos vivem no meu consciente. Na Av Sete outro dia, vi os porquinhos as dezenas no chão. Não tão inhos assim. Pelo contrário... bem graaandes, beeeem nutridos... muito Carminha pra mim. Na TV Assembléia não é que me deparo de repente com uma funcionária desfilando modelitos "montados" do tal cofrinho porquinho básico? Lindos lindos !!! Pluminhas, lantejoulas, lacinhos, roupinhas, sapatinhos, brincos, um verdadeiro Fashion Pig! Um dia vou lá ver de perto e quem sabe comprar uns pra dar de presente pras amigas - depois de escolher o meu, é ca-la-ro!

Bom, eu juro que não sei como, mas de repente apareceu aqui em casa um cofre. Penso que assim, num momento de intenso imaginário eu devo ter comprado essa coisinha miniatura aqui. Um cofre em miniatura. De metal. Verde. E pasmem: com segredo! Ah Há! Tenho um cofre! Logo troquei o segredo de acordo com o manual de instruções e logo utilizei o cofrinho. . Hoje vou abrir o cofre. Dineeeeeuzaaaaa... Pega lá o cofrinho! Dineuza pega, bota aqui ao lado e... qual é mesmo o segredo? Data do aniversário. Não. Aniversário da mamãe. Não. Número do apartamento. Não. Número do telefone. Não. Meus números da sorte. Não. Aniversário do Toulouse. Não. Peso. Não. Hummm... Dineeeeeeeeeeuzaaaaaa, cadê o manual? Joguei fora? Tem certeza? Bom, vamos ao Google. Fabricante. Representante em Salvador. Ok. Seu Guilherme? Boa tarde. Olha Seu Guilherme, eu tenho um cofrinho... blá...blá...blá... Não sabe? Nunca aconteceu... sei! Obrigada. Fábrica. Sem 0800. Interurbano. Vamos lá. Mocinha educada atende. Olha... eu tenho um cofrinho fabricado por vocês e blá blá blá... blá blá blá... blá blá blá... Um momento, vou lhe transferir. Pois não. É Fábio. Boa Tarde [com aquela gostosa cantadinha de minerim sacomo?] - Seu fábio, eu comprei um cofrinho de vocês e perdi o segredo. - A senhora está com o cofrinho aí do lado? Coloque como se a senhora fosse abrir. Pega no primeiro botão. O de cima. E puxando a porta pra fora a senhora vai girando devagar o botão até a porta mexer um pouco. - Como no filme? - É.
Hummmm.... e... nada... tento novamente e... nada... de novo e...
- Seu Fábio, não consigo.
- Faz devagarim. - Seu Fábio, meus dedos já estão escorregando... eu já estou suando na mão... Seu Fábio, tô nervosa!!! - Não fica não. É facim facim! - Seu Fábio, não sai daí, eu vou apoiar o telefone um pouco aqui do lado. E então, sem que o Seu Fábio veja, coloco o cofrinho mais pra perto de mim, acendo a luz do abajur as duas da tarde e tento novamente depois de ter enxugado o suor das mãos.
Nada. Num impulso assassino viro o cofrinho de cabeça pra baixo e Tum... a porta se mexe... tantinho assim...
- SEU FÁBIO!!!! DEU CERTO!!! DEU CERTO !!!
- Agora a senhora faz a mesma coisa com os outros dois botões. Quase sem conseguir controlar a emoção faço no segundo botão e quando faço no terceiro a porta se abre e... montão de dinheiro lá dentro!!!
As gargalhadas fico repetindo: ABRIU... ABRIU... ABRIU... enquanto penso em ir ali na H Stern comprar um modelito básico... ou Paris quem sabe... talvez o Tibet mesmo... mas...como? Nem São Paulo? E isso é um cofre é?
E depois que descontar o interurbano pro Seu Fábio...
Bom, pelo menos não precisei quebrar nada e "de quebra" vivi meu impagável momento Bond.
Denis Bond.

Marcadores:

3 Comentários:

Anonymous Rosana disse...

Denis Bond, que maravilha!!!
Cofre com dinheiro é tudo o que eu preciso!Trouxe daí muitos porquinhos de cerâmica para os sobrinhos! rsrs

22.7.09  
Blogger tássia disse...

kkkkkkkkk. adorei
essa foi ótima.
Aqui em casa todo mundo chama o porquinho de mealheiro
O de minha irmã sempre é o mais gordo.


Tá registrado no Houaiss:

"pequeno cofre em que há uma fenda por onde se metem moedas"

ou, derivação por metonímia:
"dinheiro economizado para alguma eventualidade"

22.7.09  
Blogger Aline Virtus disse...

Muito boa! Uma dúvida: você lembrava a quantia de dinheiro que tinha dentro? :D É um detalhe importante que faz valer tamanho esforço. E não esquece mais a senha, tá? :D

23.7.09  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial












A chic é Rosana
Não usa pretinho
pra não dar pinta





Denis
coluna tranqüila
e coração ereto






Tássia
pin up e lambe-lambe
Lambe cria






Dorotéia
só escreve em italic







Paula Bolzan






Nívea Bona
Marca compasso
Vem pro abraço






Marina Victal
Mineira apresenta armas
Espada em punho








Melhores de 2008
Em 2009 eu vou...
Melhores de 2009
Em 2010 eu vou...
Melhores de 2010
Em 2011 eu vou...
Melhores de 2011
Em 2012 eu vou...
Melhores de 2012
Em 2013 eu vou...
Enviado Divino
Meu Primeiro Professor









    I Clichê


    II Clichê


    III Clichê


    IV Clichê


    V Clichê


    VI Clichê




      Assinar
      Postagens [Atom]