domingo, 9 de março de 2008

FATO

No meio da caneca de café com leite, decidi sentar aqui e digitar: ENVELHECI. Não foi de ontem pra hoje. Envelheci cada segundo desta minha vida. Mais rapidamente nos últimos anos. Cabelos brancos, rugas que fazem aniversário e flacidez no rosto. O amigo próximo que usa botox, me amina: "só a pálpebra aqui..." apontando para os meus olhos azuis de peixe morto, inclinados pra baixo e pra fora, que sempre renderam boas caricaturas -coloridas. A amiga dentista consola: "é essa curva aqui do maxilar. Já ouviu falar de uma técnica que usa ultrassom? E DMAE?... " A doutoralouralouca não nota e diz: "bobagem..." Tenho poucas rugas no rosto, é verdade, mas essa coisa de estica e puxa e encolhe e franze do engorda emagrece; um dente que foi; os óculos quase sempre; somados a décadas de vida absoluta, total e conscientemente sedentária [sic] estão aqui. Tenho nos braços as manchas brancas [senis] e as marrons [de gente branca] iguaiszinhas aos do meu pai e as da minha mãe. No mais, esteticamente tenho tudo aquilo que as revistas dizem como você pode eliminar em três semanas! Só não dizem que você tem de ter no máximo 23 anos. Envelheci. Bosco, nascido em Divina Pastora, amigo dos almoços de sexta feira no Esplanada Grill, lá na década de 80, dizia sempre: "só não envelhece quem morre cedo". Ele morreu cedo e além de um guarda chuva que eu dei pra Wanda, ele me deixou uma vontade enorme de envelhecer. Então, pego a caneca de café com leite e trago aqui pra mesa. Antes de entrar no blog abro os e-mails e tá lá a frase do dia que a Carol manda todo dia:
"O reconhecimento envelhece depressa." (Aristóteles)
;
;

Marcadores:

3 Comentários:

Blogger Kátia Borges disse...

Meninas, o blog de vocês está ótimo. O visual, os posts, tudo muito... Parabéns!

9.3.08  
Anonymous Anônimo disse...

Lindo! Comovente! verdaeiro!
Envelhecemos todos, se ão morremos antes. É fato. E envelhecer não é fácil não. É a nossa derradeira chance de constatar que "a vida é real e de viés", e que não estamos aqui para churumelas.
Dói. Dói muito envelhecer. Mas, à proporção que vamos aprendendo essa arte, a dor se acomoda (e ainda incomoda), mas vai dando lugar a uma certa nostalgia gostosa e produtiva, atualizante, até.
E você vai ser uma velhinha muito linda, viu?

Ari

10.3.08  
Blogger Nina disse...

buá...mandei um textinho e não chegou....estamos com algum problema?

10.3.08  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial












A chic é Rosana
Não usa pretinho
pra não dar pinta





Denis
coluna tranqüila
e coração ereto






Tássia
pin up e lambe-lambe
Lambe cria






Dorotéia
só escreve em italic







Paula Bolzan






Nívea Bona
Marca compasso
Vem pro abraço






Marina Victal
Mineira apresenta armas
Espada em punho








Melhores de 2008
Em 2009 eu vou...
Melhores de 2009
Em 2010 eu vou...
Melhores de 2010
Em 2011 eu vou...
Melhores de 2011
Em 2012 eu vou...
Melhores de 2012
Em 2013 eu vou...
Enviado Divino
Meu Primeiro Professor









    I Clichê


    II Clichê


    III Clichê


    IV Clichê


    V Clichê


    VI Clichê




      Assinar
      Postagens [Atom]